Passar para o Conteúdo Principal Top
  • Facebook
  • Youtube
  • Instagram
  • RSS feed

_MG_1253-2500x300-min

Município de Sabrosa iniciou trabalhos de limpeza de Faixas de Gestão de Combustível junto à rede viária municipal

Img 20180703 154155 8 min 1 1024 2500
Img 20180703 155500 9 min 1 1024 2500
04 Julho 2018

O município de Sabrosa já começou a executar os trabalhos de limpeza das faixas de gestão de combustível, com 10 metros, junto à rede viária, com o abate de pinheiros e eucaliptos, como decretado pela lei 114/2017, no seu artigo 153º e que determina o regime excecional das redes secundárias de faixas de gestão de combustível, em conjugação com o decreto-lei 124/2006.
Os trabalhos estão a ser executados nos locais onde os proprietários, responsáveis pela gestão, não os executaram no prazo estabelecido, que terminou a 31 de maio.
Os trabalhos iniciaram-se na estrada que liga a aldeia de Roalde ao lugar das Fragas e continuarão nas vias das freguesias consideradas prioritárias na intervenção deste regime excecional, identificadas pelo Instituto de Conservação da Natureza e Florestas (ICNF). Depois de terminados na via já referida, os trabalhos continuarão na estrada municipal (EM) 323-2 até ao limite da União de freguesias de São Martinho de Anta e Paradela de Guiães; no caminho municipal (CM) 1265, que liga a EM 323-2 a Sobrados; na EM 587, que liga Paradela de Guiães a Provesende; na estrada que liga Fermentões a Vilela; na EM 323 até ao limite do concelho, que termina na ponte de Parada; e no CM 1263-3, que liga Sabrosa a Feitais. Nas restantes vias, não havendo tantos locais com pinheiros ou eucaliptos para abate, os trabalhos também serão executados em conformidade com a lei em vigor.
Todos os proprietários com terrenos por limpar junto à rede viária deverão, mesmo terminado o prazo legal, fazê-lo atempadamente, de forma a evitar a perda da biomassa referente ao abate de árvores nesses terrenos.
Nos locais onde irão ser executados os trabalhos serão colocados avisos nos pinheiros, e de forma aleatória, com o mínimo de cinco dias de antecedência relativamente à data de início dos trabalhos.
Toda a biomassa resultante dessa limpeza rever-te a favor do município para pagamento dos serviços.